Pitstop - Caique Silva

Jaguar recria E-type totalmente elétrico

O icônico Jaguar E-type Zero agora combina toda sua beleza do passado com zero emissões

O E-type Zero é baseado em um E-type Roadster Series 1.5 de 1968 e é mostrado com motor elétrico de última geração, capaz de fazer de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos – cerca de 1 segundo mais rápido do que um E-type Série 1.

O modelo foi recriado extraordinariamente para o Jaguar Land Rover Tech Fest, evento que ocorreu em Londres de 7 a 10 de setembro. O emblemático E-type Zero foi restaurado e adaptado para ser apresentado ao lado do Jaguar I-PACE, SUV totalmente elétrico que será comercializado a partir do próximo ano.

"O E-type Zero combina a reconhecida experiência dinâmica do E-type com um desempenho aprimorado por meio da eletrificação. Esta combinação única cria uma sensação de condução de tirar o fôlego”, disse Tim Hannig, diretor do Jaguar Land Rover Classic. "Nosso objetivo com o E-type Zero é estar na vanguarda dos carros clássicos funcionando no futuro. Estamos ansiosos para ver a reação de nossos clientes à medida que investigamos levar esse conceito ao mercado”, completou o diretor.

O veículo exibido no Tech Fest, é um Roadster Series 1.5 restaurado, totalmente original na especificação, com exceção, claro, do motor. Os faróis LED também são usados para alcançar a eficiência energética, mantendo o estilo do E-type Serie 1 original.

Propulsor elétrico sob medida

Um motor elétrico de 220kW foi especialmente projetado para o Jaguar E-type Zero. Sua bateria de íons de lítio tem as mesmas dimensões e peso semelhante ao motor XK de seis cilindros usado no E-type original. Os especialistas responsáveis pelo desenvolvimento do motor elétrico asseguraram que ele será colocado exatamente no mesmo local que o motor XK. O propulsor elétrico (e a engrenagem de redução) fica logo atrás da bateria, no mesmo local da caixa de câmbio do E-type. Um novo eixo de transmissão envia energia para um diferencial de transferência. O peso total é 80kg menor do que o E-type original.

Usar força-motor elétrica com pesos e dimensões similares ao motor de gasolina significa que a estrutura do carro, incluindo suspensão e freios, não mudou, simplificando a conversão e a homologação. O veículo acelera, manobra e freia como um E-type original. A distribuição do peso dianteiro-traseiro é inalterada.

"Nós integramos o novo motor elétrico na estrutura do E-type, o que significa que um motor convencional poderia ser reinstalado a qualquer momento. Pensamos que isso é essencial, pois assegura um período em que a Jaguar permanece autêntica ao seu DNA", disse Tim Hannig.

O motor XK de seis cilindros, fabricado entre 1949 e 1992, esteve em quase todos os modelos icônicos da Jaguar desse período, incluindo o E-type, XK120, Mk2 e XJ6. Portanto, o novo motor elétrico poderia ser usado em qualquer desses veículos.

Curiosidade

O E-type, lançado em 1961, foi frequentemente eleito o carro mais bonito de todos os tempos, inclusive considerado assim por Enzo Ferrari.

comentários
Avaliar:

Comentários