Direto do Fórum - Da Redação

Astra 2.0 Flex com defeito difícil de resolver

Confira como foi possível superar a dificuldade e solucionar o defeito do Astra

Defeito: Andando com o carro e ao manter a aceleração, o motor corta como se estivesse desligando a chave de ignição e começa a dar trancos, deixando o carro sem condições de dirigir e até podendo provocar um acidente.

Diagnóstico: A possibilidade aparente  era de um defeito no sistema de ignição, as velas e cabos foram trocados e também a bobina para confirmar se era uma interferência magnética da bobina, visto que o módulo da injeção fica próximo do motor.

Rodando com o carro por 20 Km, o defeito voltou e o módulo passa a ser o próximo componente que será testado e verificar se o defeito pode estar sendo gerado por ele.

Nesta situação é recomendável usar o osciloscópio para conferir o sinal de funcionamento do sensor de rotação e também aproveitar para medir a distância do sensor em relação à roda fônica, que pode interferir no funcionamento.

Solução: usou-se um conjunto de módulos do imobilizador e transponder que foram instalados no carro para testes mas o defeito continuou, isso comprova que o defeito não está no módulo.

Voltando a procurar o defeito no carro, já havia uma suspeita do conjunto do TBI e observando com mais atenção foi possível verificar que o interruptor de mínima estava sendo acionado antes de aliviar totalmente o pé do acelerador.

O desconforto causado pelos trancos do motor era causado no momento de desaceleração pois o módulo da injeção acionava o Cut Off causando os cortes intermitentes nos bicos injetores.

Com o interruptor de mínima acionado (fechado), o TPS marcava a presença de 0,9 V, sendo o correto por volta de 0,75 V.

Feito o reparo, o carro funcionou e não causou mais aqueles trancos.

comentários
Avaliar:

Comentários