Oficina Brasil


Revisão do veículo em itens de suspensão e frenagem garante viagem segura

As peças podem sofrer desgaste prematuramente devido à má pavimentação ou condições de uso e até pela maneira de dirigir

Compartilhe
Por Da Redação


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

Antes de pegar a estrada, seja para curtir o feriado ou férias, é importante fazer uma revisão no veículo para evitar surpresas desagradáveis, como uma parada inesperada do automóvel. Não só por questão de conforto dos ocupantes, mas fundamentalmente por segurança no trânsito. “Não importa o ano de fabricação, peças podem sofrer desgaste prematuramente devido à má pavimentação ou condições de uso e até pela maneira de dirigir”, comenta Jeferson Credidio, gerente de engenharia e qualidade da Nakata.

Entre os sistemas que devem ser checados está o de suspensão, responsável por assegurar conforto e estabilidade do veículo. “O alinhamento é essencial para conservar o sistema de suspensão”, afirma Credidio. Além disso, todo o conjunto de suspensão deve ser avaliado, como amortecedores, molas, braço oscilante, pivôs, bandejas, buchas e barra estabilizadora. “Peças danificadas podem ocasionar falta de dirigibilidade, movimentos excessivos ao passar por lombadas ou depressões, aumentar a distância de frenagem e desgaste prematuro de pneus”, alerta.

Outro sistema essencial é o de freios. Por isso, é importante revisar condições do cilindro mestre, alavanca, mangueiras, pastilhas, discos e fluido de freio, entre outros componentes. Já no sistema de arrefecimento, responsável por dissipar o calor gerado pelo motor, é preciso verificar o líquido de arrefecimento, pois ele é um dos principais causadores de carros parados na estrada.

O estado dos pneus também deve ser observado, pois além de garantirem a aderência entre o carro e o solo, fazem parte do conjunto de componentes de segurança do veículo. A calibragem deve ser feita com a pressão adequada, valor que, muitas vezes, pode ser conferido na coluna da porta ou na tampa do reservatório de combustível. “A calibragem pode evitar desgaste prematuro e desperdício de combustível”, ressalta.

Comentários