Oficina Brasil


Golf GTE inicia eletrificação da Volkswagen no Brasil

Com tantas versões lançadas desde 1980, o veiculo agora vem com inovações para 2020

Compartilhe
Por Da redação


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

Golf GTE inicia eletrificação da Volkswagen no Brasil

O modelo esportivo híbrido plug-in será o 14º lançamento dos 20 previstos até 2020 dentro da estratégia da Nova Volkswagen. Trata-se do primeiro carro híbrido da história da marca no Brasil, e o Oficina Brasil traz todas as novidades para você.

O novo Golf GTE unirá desempenho esportivo com excelente eficiência energética, com a sua autonomia total, incluindo o motor elétrico e o motor a gasolina, onde poderá ultrapassar 900 km. Entre as novidades, o veiculo poderá ser conduzido no modo totalmente elétrico por cerca de 50 km.

O Golf GTE possui dois motores: um a combustão de 1,4l TSI com 150 cv e um motor elétrico de 75 kW (102cv). Combinados, oferecem uma potência de 150 kW (204 cv). Se o motor elétrico for a única fonte de força de propulsão, o Golf GTE pode atingir velocidades de até 130 km/h.

O sistema híbrido inclui ainda componentes eletrônicos de força (que convertem a corrente contínua da bateria em corrente alternada para movimentar o motor) e um carregador.

Golf GTE inicia eletrificação da Volkswagen no Brasil

A tecnologia híbrida utilizada pelo Golf GTE oferece vários modos de funcionamento:

Modo elétrico:

Basta acionar um botão ao lado do câmbio para entrar no “e-mode”. Nessa condição, apenas o motor elétrico de 75 kW (102 cv) e 330 Nm (33,6 kgfm) é utilizado, o que torna o Golf GTE um veículo totalmente livre de emissões.

Modo híbrido:

Ao selecionar esse modo, a tecnologia do GTE escolhe qual é o sistema mais eficiente para cada situação de uso do veículo. O motorista não precisa fazer nada. Se o carro estiver em uma condição em que o motor elétrico for mais eficiente, apenas esse sistema será utilizado.

Modo recarga:

Nessa situação, apenas o motor 1.4 TSI de 110 kW (150 cv) e 250 Nm (25,5 kgfm) movimentará o veículo e além de mandar energia para as rodas, o propulsor fornecerá carga para a bateria.

GTE:

Nesse modo, o motor 1.4 TSI e o motor elétrico trabalham juntos para transformar o veículo em um esportivo nato. Suas potências são combinadas e o motorista tem 204 cv e 35,7 kgfm à disposição.

Comentários