Oficina Brasil


Ford Ranger conquista a vice-liderança das picapes

De acordo com a montadora, a picape tem se destacado como a que mais ganhou participação dentro da indústria

Compartilhe
Por Da Redação


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

Essa tendência é confirmada pelos resultados parciais de maio, que apontam a Ranger como o oitavo veículo mais vendido do mercado brasileiro e vice-líder do segmento. Segundo a Ford, em abril, a Ranger somou 1.070 unidades e ficou praticamente empatada na vice-liderança das picapes médias com 19,9% de participação – um crescimento de 1,3 ponto percentual comparado a março e 4,6 mais que em abril de 2019. Em maio, com as 910 unidades vendidas até o dia 18 sua participação já chegou a 25,9%, ficando mais próxima do primeiro lugar.

Esse crescimento é bem distribuído entre as principais versões da linha. Na faixa intermediária, a Ranger reforçou ainda mais a sua liderança com as versões XLS, chegando a 41,4% de participação. Nas picapes topo de linha, em que é representada pelos modelos Limited e XLT, ela avançou mais de 4 pontos percentuais e consolidou a vice-liderança, com uma participação de 24,8%.

A boa aceitação da Ranger Storm, versão off-road que acaba de chegar ao mercado, também contribuiu para esse resultado com cerca de 250 unidades vendidas, apesar da limitação de emplacamentos devido ao fechamento dos Detrans ­.

O segmento de picapes tem resistido melhor à queda nas vendas que os demais setores da indústria, graças principalmente à força do agronegócio brasileiro, que é um grande consumidor desses veículos. Isso levou as picapes a atingir uma participação recorde dentro da indústria, na casa de 10%, praticamente o dobro do registrado nos últimos quatro anos.

Fabrizzia Borsari, gerente de picapes da Ford, afirma: “Cada vez mais os consumidores estão reconhecendo os atributos da Ford Ranger. Além de tecnologia com propósito, capacidade off-road e os melhores atributos de segurança da categoria, ela oferece o menor custo de posse e excelente valor de revenda. Por isso dizemos que a Ranger está três anos à frente das concorrentes”

Comentários