Oficina Brasil


Em parceria, Honda e GM desenvolverão juntas novos componentes para a próxima geração de baterias

Com o objetivo de acelerar o processo de eletrificação das montadoras, novos componentes químicos de baterias, incluindo células e módulos serão desenvolvidos em conjunto

Por Da Redação

Sob o acordo, as companhias trabalharão em conjunto com base na próxima geração do sistema de bateria da GM, com o intuito de que a Honda utilize os módulos de bateria da montadora americana. A colaboração irá atender os veículos específicos de cada marca. A economia de escala e eficiência global de manufatura proporcionarão maior valor aos consumidores, segundo as empresas.

"Este novo contrato com a Honda demonstra ainda mais a capacidade da General Motors de inovar em direção a um lucrativo portfólio de modelos elétricos", disse Mark Reuss, Vice-presidente Executivo de Desenvolvimento Global de Produtos, Compras e Cadeia de Suprimentos da General Motors. "Nossa experiência de décadas e investimentos estratégicos em eletrificação, juntamente com o compromisso da Honda em promover o avanço da mobilidade, resultarão em melhores soluções para nossos clientes e um progresso em nossa visão de emissões zero", complementa.

A GM e a Honda já têm um histórico de relacionamento em torno da eletrificação, tendo formado a primeira joint venture do mercado para produção de um sistema avançado de célula de combustível a hidrogênio até 2020. As equipes de desenvolvimento estão trabalhando de maneira integrada para oferecer uma solução comercial mais acessível para sistemas de armazenamento de células de combustível e hidrogênio.

"Além da nossa parceria para desenvolvimento e produção de células de combustível, esta colaboração para componentes de bateria nos permitirá dar um novo passo em direção à realização de uma sociedade sustentável", disse Takashi Sekiguchi, Chief Officer da Operação de Automóveis e Managing Officer da Honda.

Comentários