Oficina Brasil


Delphi Technologies dá dicas sobre o fluído de arrefecimento

Motoristas devem ficar atentos às normas técnicas, ao manual e com a composição do produto antes de realizar a manutenção do veículo

Compartilhe
Por Da redação


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

A Delphi Technologies ressalta a importância de aplicar o fluido de arrefecimento corretamente.

“A Delphi Technologies produz aditivos com a mais alta tecnologia e qualidade. Os nossos produtos possuem em sua fórmula o Monoetilenoglicol (MEG) e uma mistura de inibidores de corrosão para garantir um efeito prolongado e a maior preservação de toda a motorização. Além disso, a linha de aditivos da marca, que está de cara nova, agora com rótulos na cor preta e com a logomarca atual da Delphi, tem a maior durabilidade do mercado, com validade de cinco anos ou 241 mil quilômetros”, afirma Emerson Janotti, gerente de Engenharia da empresa.

Ao realizar a manutenção por conta própria, sem consultar um reparador, e não escolher um produto com notoriedade, o carro pode sofrer corrosões em algumas peças fundamentais do propulsor, gerando um elevado custo para a substituição de componentes.

Cuidado com produtos não certificados

Os aditivos foram desenvolvidos para refrigerar o motor, gerando uma ação protetora anticorrosiva e antioxidante, além de dissipar o calor, melhorando a lubrificação entre as peças e evitando desgaste, carbonização, borras, perda de energia motriz e, até mesmo, ruídos e vibrações. 

Entretanto, é comum encontrar aditivos no mercado que não atendem às normas ABNT, não contêm anticorrosivos em quantidade suficiente e nem mesmo o Monoetilenoglicol, componente que garante que o sistema de arrefecimento trabalhe com temperatura e pressão adequadas.
 

Comentários