Oficina Brasil


Aula 28 - Os 5 por quês? - Administrando sua auto-mecânica

Em qualquer problema em que você gestor não souber a causa, faça uma pausa e pense nas respostas para cinco perguntas que te levarão a real causa desse problema.

Por Pedro Luiz Scopino

Nos primeiros anos de vida, toda criança após aprender a falar começa a aprender muito, e assim seu cérebro que até então era um HD quase que vazio, vai sendo preenchido por várias informações, e então essa criança entra em uma fase de perguntas, uma fase de conhecimento, essa é a fase de perguntas e mais perguntas, e toda frase que ela solta sempre tem “mas por quê?”. 

Como levar essa fase de descobertas e ampliação do conhecimento para a oficina mecânica? 

Para a gestão empresarial? 

Para melhorar e solucionar problemas no dia a dia da Reparação Automotiva? 

Vamos então a algumas respostas, ou como a matéria sugere, vamos a algumas perguntas, vamos aos 5 por quês e ter as 5 respostas. 

Na Auto Mecânica Scopino utilizo esta técnica dos 5 por quês principalmente para solucionar problemas, mas acima de tudo, através de cinco perguntas chegar na real resposta de um determinado problema, assim como quando criança, você vai fazendo perguntas até chegar na real causa do problema, e então, ter o conhecimento e dar o devido tratamento. E assim após cada pergunta, a primeira é a respeito do problema, e as demais são sobre cada resposta anterior, sempre começando com o por quê? 

Vamos ao primeiro exemplo - Problema:-  O elevador, um equipamento caro e muito útil na oficina mecânica, quebrou, ao levantar um veículo parou de funcionar, por sorte apenas travou o eixo e o veículo não caiu, mas existia esta possibilidade e um problema mais sério poderia ter ocorrido. 

Pergunta 1. Por que o elevador travou? 

Resposta 1: Travou porque o rolamento de uma das colunas fundiu. 

Pergunta 2. Por que o rolamento fundiu? 

Resposta 2: O rolamento fundiu porque faltou a correta lubrificação com graxa recomendada. 

Pergunta 3. Por que não teve a correta lubrificação no elevador? 

Resposta 3: Porque nenhum dos colaboradores lembraram de engraxar o elevador. 

Pergunta 4. Por que os colaboradores se esqueceram de engraxar o elevador? 

Resposta 4: Porque não havia um plano de lubrificação com escala do time de colaboradores. 

Pergunta 5. Por que não havia um plano de lubrificação? 

Resposta 5: Por que o gestor da oficina mecânica não planejou e não deixou definido datas e nomes, e ainda a frequência necessária e tipo de manutenção em um plano de lubrificação dos elevadores. 

Então com cinco perguntas ligando sempre com a resposta anterior, chegamos na real causa do problema e podemos resumir que o travamento do elevador foi ocasionado por falta de lubrificação, podendo até ter causado um acidente, mas que foi ocasionado por não ter definido em um plano de lubrificação as regras para esta importante manutenção de equipamento. 

Vamos ao segundo exemplo - Problema: - Tenho percebido um índice de retorno (retrabalho) grande nos serviços de troca de junta de cabeçote e retífica do mesmo, após os motores sofrerem superaquecimento. 

Pergunta 1. Por que tivemos o retorno do serviço efetuado no cabeçote? 

Resposta 1: Porque a junta do cabeçote não vedou corretamente, misturando água com óleo. 

Pergunta 2. Por que a junta do cabeçote não vedou corretamente? 

Resposta 2: Porque no ponto de má vedação não houve o correto aperto da junta. 

Pergunta 3. Por que não houve o correto aperto? 

Resposta 3: Porque o colaborador não limpou o alojamento da rosca de um dos parafusos do cabeçote. 

Pergunta 4. Por que houve a falha do colaborador? 

Resposta 4: Porque o colaborador não tinha o conhecimento necessário para o correto serviço executado. 

Pergunta 5. Por que faltou conhecimento ao colaborador? 

Resposta 5: Porque ele não participou do treinamento sobre juntas de cabeçote promovido na região, e não havia um plano de treinamentos e cobranças da gestão da empresa. 

E mais uma vez, com cinco perguntas sempre ligadas à resposta anterior chegamos à real causa de um problema de retrabalho na oficina mecânica, onde vimos que faltava instrução, cobrança e conhecimento ao colaborador no serviço de remoção e instalação de cabeçote. 

CONCLUSÃO 

O gestor pode encontrar a real causa de um problema com algumas perguntas, assim como a criança faz, utilizando o por quê? 

Identifique o problema, faça as perguntas e encontre o real problema para ser dada a devida solução. 

Problemas sempre vão existir, o importante é solucioná-los. Pensem nisto! 

Faça a gestão da sua empresa, ela é muito importante e vital para a vida empresarial! 

Comentários