Oficina Brasil


Aula 26 - Administrando a sua oficina mecânica: Uniformes e identificação

A apresentação visual de todo o time da oficina chama a atenção de seu cliente, e também o fato de poder te chamar pelo nome é muito importante

Por Da redação

Aquele macacão azul marinho, ou aquela calça jeans velha e surrada, junto com uma camisa de promoção de marca de autopeças e um tênis ou sapato velhos podem ser considerados como uniforme da empresa? - Sim. Se o gestor não definir a obrigatoriedade de se utilizar um uniforme para o seu time assim como o seu fornecimento. Ou pode ter um uniforme padrão, com calça e camisa própria, com seu logotipo e nome do colaborador, ou uso de crachás, e um planejamento semanal para troca diária, ou a cada dois ou três dias de uso. Mas nem sempre financeiramente isso é possível e entendo a realidade da maioria das oficinas brasileiras. Não é fácil ser gestor nesse Brasil.

 

Se o gestor tornar um procedimento interno o uso de uniforme, deverá fornecer o mesmo para o seu time de colaboradores, e isso não é barato. 

Deverá ser calculado entre 3 a 5 jogos por colaborador do chão de oficina, lembrar que temos tamanhos diferentes entre esses profissionais, medidas diferentes, e na oficina é importante usar camisa e calça no padrão determinado. Já na recepção e administrativo, pode- -se optar pelo uniforme completo ou uso de camisa mais social ou modelo polo. Lembrando que todo esse uniforme dura em média de 12 a 24 meses. Ou seja, após esse período de uso e lavagens semanais, todo o processo de escolha de tecido, cores e tamanhos deverá ser novamente elaborado. 

Locação - trata-se de um sistema menos utilizado no setor automotivo e depende muito de empresas e sua região de atuação, onde não existe a necessidade de um valor alto na compra de jogos de uniformes para todo o time, funcionando da seguinte forma: primeiro fazer o contato com uma empresa de locação de uniformes (muito utilizado em indústrias e na construção civil), analisar os materiais utilizados como tecido, cores, período de troca e viabilidade financeira, elaboração de contrato e confecção dos uniformes (sem custos para a oficina). Neste sistema de locação existe apenas o custo fixo mensal por colaborador, assim cada um tem 5 jogos de uniformes com logotipo da oficina, seu nome marcado tanto na calça como na camisa, e tem dois jogos de uniforme para utilizar por semana, um de reserva, e dois jogos sendo lavados pelo sistema de locação. Assim os uniformes não vão para casa do colaborador, ficam sempre na oficina e são trocados, lavados, passados semanalmente pela empresa de locação. Esse custo de locação é fixo e mensal, não é barato, mas se tem uma padronização e correta limpeza do uniforme (quem lava é a empresa de locação). 

O crachá - Chamar qualquer pessoa pelo nome é muito mais atrativo e convidativo em qualquer setor comercial. É uma forma de tornar muito mais acessível qualquer conversa ou elogio ou reclamação. Quem atendeu o cliente não foi um mecânico qualquer, foi o Mecânico Antônio, ou Mecânico Carlos, etc. 

CONCLUSÃO  

O cliente repara no “visual” e valoriza muito empresas organizadas, limpas, claras, e neste aspecto entra em grande destaque o uniforme utilizado e o crachá de identificação. O nome do colaborador pode estar escrito diretamente em costura no uniforme, ou em formato de crachá, ou mesmo em pin metálico. O importante é ter esse nome em destaque para facilitar a identificação e a conversa com o seu Cliente. Já o uso correto do uniforme demonstra o quanto profissional é a empresa, já que os serviços automotivos muitas vezes geram resíduos de óleo e graxa, e o roupa suja não é mais sinônimo de bom mecânico, afinal de contas empresa tem CNPJ, não tem coração! Faça a gestão da sua empresa, ela é muito importante e vital para a vida empresarial! Abraços a todos, até o próximo mês e $UCE$$O!  

Comentários