Oficina Brasil


OSRAM projeta futuro com grande crescimento no mercado de reposição e nas montadoras

Nesta entrevista exclusiva falamos com Ricardo Leptich, presidente da organização e com uma trajetória de 24 anos de experiência na empresa

Por Caique Silva

Com crescimento mesmo após enfrentar a crise financeira que se estabeleceu no país, a empresa planeja um ano de 2019 ainda melhor que os anteriores, se prepara para a AUTOMEC, que acontece em abril, e reforça a importância do reparador independente como o principal elo entre a indústria e o consumidor final. 

 

Conte-nos um pouco sobre sua trajetória profissional 

Entrei aos 16 anos na OSRAM como office boy interno da presidência em fevereiro de 1995. Aqui dentro fiz carreira nas áreas de marketing e vendas. De estagiário passei para analista, depois coordenador, gerente e diretor, assumindo a divisão de lâmpadas automotivas na América Latina. Foram sete promoções em 20 anos. Neste sentido, o marketing foi um trampolim em minha carreira, pois eu lidava com todo o portfólio da companhia, que tinha mais de 5.000 produtos, e atuava nos segmentos residencial, comercial, automotivo e profissional. 

De todas as promoções, a última foi em 2016, quando alcancei a presidência. A chegada ao topo aconteceu num momento crítico para organização, que vendeu toda a parte tradicional de sua operação (como a de lâmpadas domésticas) para investidores chineses com o objetivo de focar apenas em produtos inovadores, de alta tecnologia. 

Minha estratégia para chegar no topo foi mostrar comprometimento e trazer resultados sustentáveis. Mas se tem uma coisa que acredito ser meu diferencial é que durante toda a carreira fui muito propositivo. Eu olhava para empresa buscando falhas. Ao encontrar gaps, preparava um projeto, batia na porta dos executivos e os apresentava. Cavei ao menos duas boas promoções assim. Se você só fizer o que é demandado, não cresce. 

 

Nesses 24 anos na OSRAM, quais são os seus grandes desafios à frente da empresa? 

O maior desafio é fazer a companhia seguir crescendo de forma sustentável no Brasil, buscando novos nichos de mercado, novas formas de fazer negócio e encantar o consumidor. Para isso, temos que antecipar as tendências e agir rápido neste mercado que está sofrendo diversas mudanças e que será muito diferente do que temos hoje nos próximos 10, 20 anos. 

Os produtos da OSRAM estão presentes em todas as montadoras mundiais. No mercado de reposição oferecemos qualidade OEM, ultrapassando todos os requisitos mínimos do INMETRO.   

Costumamos dizer que não existirão carros elétricos e autônomos sem a tecnologia e presença da OSRAM, seja através da luz visível ou da luz invisível (LED infravermelho). 

 

Fale um pouco das principais conquistas da empresa e como vocês enxergam a tecnologia para os próximos anos 

Ao longo dos mais de 100 anos de empresa, conquistamos diversos prêmios pelo desenvolvimento de soluções automotivas que trazem mais segurança aos consumidores. Na última edição da Automechanika em Frankfurt ganhamos o prêmio inovação para o farol do Golf GVII (retrofit do farol original para um modelo com tecnologia LED e XENON). 

A OSRAM é uma empresa pioneira na introdução de novas tecnologias no mercado automotivo. Como por exemplo na introdução da iluminação a LASER (BMW série 7 e i8 e Audi R8) e OLED (led orgânico – BMW M4 GTS). No Brasil, somos líderes de mercado na montadora com mais de 50% de participação na produção de veículos nacional e somos líder no mercado de reposição focado na linha leve. O desafio é manter a liderança de mercado e expandir a venda em regiões e segmentos onde ainda encontramos espaço para crescer. 

 

Quais as estratégias usadas pela empresa para enfrentar o momento difícil que o mercado enfrentou nos últimos anos? 

Falando do segmento automotivo, no qual somos líderes de mercado na montadora e mercado de reposição, nossa estratégia sempre foi buscar expandir o nosso portfólio, promover continuamente ações de incentivo com os nossos parceiros comerciais para estimular o sell-out e manter a equipe de vendas interna e dos distribuidores sempre motivada, além de investir na divulgação de nossos produtos e de nossa marca através do marketing digital e de meios tradicionais de comunicação. 

 

Como a empresa enfrentou o ano de 2018 e quais as perspectivas da empresa para 2019? 

2018 foi um ano desafiador e que nos trouxe muitos ensinamentos. Registramos um crescimento importante no mercado OEM (montadoras) e no mercado de reposição. A perspectiva para 2019 é muito positiva com o aumento da confiança do consumidor, com perspectivas econômicas positivas. Projetamos um crescimento de dois dígitos para o mercado de reposição e no mercado OEM (montadoras) e acreditamos que o país tomará um rumo positivo e de crescimento. 

 

Quais os principais lançamentos e novidades da empresa neste ano? 

Teremos muitas novidades que serão apresentadas durante a AUTOMEC. A linha de LEDs está se desenvolvendo rápido e estamos investindo forte em produtos que melhoram a performance do sistema de iluminação veicular, trazendo mais segurança e estilo aos condutores e mais estilo ao veículo.  

 

Do ponto de vista global, como a empresa enxerga o reparador independente? 

O reparador é o principal elo entre a indústria e o consumidor final. Enxergamos estes profissionais como a peça chave para instruir e convencer os consumidores finais sobre qualquer produto/tecnologia. Os reparadores são os que mais conhecem e interagem com o consumidor final. 

 

Como os produtos da empresa chegam aos reparadores interessados? 

Através de nossa sólida e profissional rede de distribuidores (nossos parceiros de negócio), varejistas e do canal e-commerce. 

Quais eventos do setor a empresa participou nos anos anteriores e quais participará neste ano? Pode nos falar sobre a importância destes eventos e o saldo final para a empresa? 

Sempre participamos da Automechanika Frankfurt, evento utilizado pela companhia para promover os principais lançamentos para o setor automotivo. Nos últimos dois anos participamos da CES em Las Vegas com soluções em iluminação para veículos elétricos e autônomos e neste ano estaremos na AUTOMEC em São Paulo. 

 

Quais os próximos passos para aproximar ainda mais a empresa dos reparadores independentes? Quais as próximas novidades? 

Participando de eventos e feiras do setor, promovendo eventos e treinamentos de produto em conjunto com os parceiros de negócios e valorizando o reparador através de um programa de recompensa para os que vendem e recomendam os nossos produtos.    

A OSRAM possui um aplicativo para os consumidores consultarem qual o tipo de iluminação adequada para cada veículo nacional.  

 

Conte-nos um pouco sobre esse investimento e o engajamento da empresa com os mais recentes recursos tecnológicos. 

Continuamos com investimentos em aplicativos digitais para tornar a experiência e a jornada do consumidor final cada vez mais profissional. O aplicativo com o catálogo de aplicação é extremamente importante e um aliado dos aplicadores para identificar corretamente o produto que deverá ser instalado por marca, modelo e ano de fabricação. 

 

Uma das principais queixas de todos os elos da cadeia de reposição diz respeito à garantia. Qual a política da Osram em relação à garantia? 

A maior dificuldade com o processo de garantia de lâmpadas automotivas se deve principalmente aos seguintes fatores: 

- A vida útil da lâmpada não estar relacionada ao tempo cronológico, meses ou anos, mas sim, ao tempo de utilização que é definido em horas de uso (características B3 e TC);  

- Escolha correta do modelo em função do emprego; 

- Fatores externos como vias “esburacadas”, que submetem a lâmpada a impactos; 

- Em muitos casos há má conservação dos veículos.  

No caso da vida útil, a escolha correta do módulo de lâmpadas em função do emprego é fundamental, pois, para uma lâmpada instalada em um veículo de uso esporádico aos fins de semana a vida certamente será de muitos anos, enquanto que a mesma lâmpada instalada em um veículo para uso como táxi, Uber ou utilitário a vida poderá não chegar a um ano. Com base no exposto, a OSRAM sempre orienta seus clientes no sentido de optar pela lâmpada que ofereça a melhor relação custo-benefício em função da utilização. 

Na OSRAM, todas as lâmpadas que retornam de campo através da rede de distribuidores ou de consumidores são analisadas por especialistas da área da Garantia da Qualidade, que definem a partir do modo de falha se a garantia é ou não procedente. Para os casos onde a garantia é procedente o produto é substituído ou o crédito gerado para o cliente, para os casos onde a garantia é considerada improcedente o cliente é informado e orientado de acordo. 

 

Qual é a política de fidelização da empresa? 

Desenvolvemos ações para a fidelização de nossos parceiros de negócios. Estas ações são anuais e divididas em 3 etapas. Estamos estudando um projeto para estender esta prática e ações para os demais elos da cadeira de distribuição. 

 

Use este espaço para deixar um recado da empresa para nosso leitor: 

A OSRAM pode tornar a vida das pessoas melhor através do uso de soluções tecnológicas da iluminação. Quer saber qual será o futuro da inovação? Então fique ligado em nossas redes sociais! 

Comentários