Oficina Brasil


Daniel Randon é o novo presidente do Grupo Randon

Daniel Randon chega ao cargo mais alto da empresa fundada por seu pai, Raul Randon, em 1949. O novo presidente da empresa possui muita experiência adquirida ao longo do tempo para ocupar o espaço deixado por seu irmão, David Randon. Acompanhe:

Compartilhe
Por Da redação


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

5

1. Daniel Randon, o Jornal Oficina Brasil parabeniza-o pelo cargo alcançado. Quais são as expectativas como comandante das Empresas Randon?

- Agradeço e começo dizendo que recebo a presidência como uma missão de preservar um grande legado que tem uma trajetória vencedora de 70 anos baseada na inovação e no trabalho sério e comprometido de toda a diretoria, gestão e equipes.  Assumo o compromisso de suceder a David Randon, que, nos últimos dez anos, conduziu com excelência a Empresa em uma bem-sucedida expansão, antecipando as transformações, para manter a empresa como líder em seus mercados

2.Você comandou a Fras-le durante 4 anos. Quais experiências você traz dessa fase para o seu novo cargo?

- Todas as experiências profissionais que tive, inclusive fora das Empresas Randon, servem de aprendizado e me capacitaram para enfrentar mais este desafio. Ao longo de 20 anos de trabalho, eu tive o privilégio de passar por posições estratégicas e de gestão em diferentes áreas da Companhia como Planejamento, Finanças e Relação com Investidores. A Fras-le me deu muito conhecimento num mercado dinâmico, competitivo e que olha também para fora. Vivenciei o início da internacionalização da empresa e a busca de alianças fortes. Como presidente da Fras-le, conduzi a abertura de fábricas nos EUA e na China, além da inauguração de um centro de distribuição na Alemanha, colocando a empresa entre os maiores players globais do setor de autopeças. Em 2018, como Vice-Presidente de Administração das Empresas Randon, também passei por boas experiências, inclusive a mais prolongada crise, que nos trouxe lições importantes e nos levou à readequação de processos e reorganização da estrutura organizacional. Foi assim que chegamos aos 70 anos com a solidez necessária para seguirmos conectando pessoas e riquezas para gerar prosperidade.

3.Substituir pessoas muito preparadas como o Sr. Raul e David na ponta de lança da corporação, com certeza, será um ofício que exige dedicação. Como você imagina que será essa nova fase da empresa? Como vocês agregam um para o outro nos projetos da empresa?

- Sempre conduzimos a Companhia em colegiado. David foi um presidente que compartilhou responsabilidades, da mesma forma que seguirá sendo feito por mim.  Mas certamente não é uma tarefa fácil substituir o fundador, como David fez brilhantemente, e agora eu em substituição a David. Foi relevante para isto a maneira como tratamos a sucessão nas Empresas Randon. Trata-se de um processo natural, planejado e para o qual a empresa se preparou. O processo de Governança, por exemplo, teve início em 1999, com o fundador Raul Randon. A primeira sucessão ocorreu em 2009, quando David Randon assumiu a presidência. Hoje, após dez anos, no momento em que as Empresas Randon completam 70 anos, a Randon entendeu que é preciso dar continuidade ao processo de sucessão. Me perguntam sempre sobre o que muda. E eu respondo que os focos serão:  continuidade e crescimento sustentável, sempre tendo a inovação como linha-mestra. Continuidade dos resultados atingidos até aqui, de perpetuação dos valores da empresa, de valorização das pessoas, da busca constante pelo pioneirismo e da qualidade de entrega para os nossos clientes. E o crescimento será suportado pela consolidação de novas parcerias e pelo fomento à inovação em todas as áreas da empresa, com o suporte do David, que continuará participando de decisões estratégicas, via Conselho de Administração, e manterá o relacionamento institucional com clientes e parceiros, que ele adora e faz como ninguém. 

4- Como está o desempenho do setor de autopeças no Brasil e das autopeças Randon, em especial? 

- Nas Autopeças Randon, tivemos bom início até abril com significativo aumento na receita comparando a 2018, além do aumento da demanda do mercado automotivo, a aquisição da Fremax e Joint Venture com a Federal-Mogul na Jurid contribuíram para este aumento. Acreditamos que após um período de euforia inicial, o mercado está se ajustando às novas previsões de crescimento do país e incertezas associadas ao ambiente político, porém ainda permanecemos otimistas de que 2019 será um bom ano.  

5- Como o grupo está posicionado no mercado de pós-vendas? Quais os projetos para os próximos anos? 

- Estamos sempre em busca soluções ágeis e eficientes para suprir as necessidades dos clientes na venda e no pós-venda. Um dos caminhos é o digital, visando ficarmos cada vez mais conectados com o setor. É o caso do comprefras-le.com, reunindo varejistas de todo o Brasil. A intenção é utilizar as soluções digitais para proporcionar um incremento de vendas em todos os níveis da cadeia, propiciando maior visibilidade aos produtos e reconhecimento às marcas. Nosso cliente também conta com outras soluções digitais como blog, e-mail marketing e mídias sociais, além de todo o suporte técnico através de uma rede de escritórios com o caráter técnico-comercial espalhados no Brasil e em alguns países no exterior. A intenção é estar próximo dos distribuidores, varejistas e oficinas mecânicas. 

6-Falando de linha leve, sabemos que o processo de decisão de compra começa nas oficinas mecânicas independentes. Como a empresa enxerga o reparador independente? Quais ações são e serão tomadas para essa categoria? 

- Costumamos ouvir o mercado sobre suas necessidades e, muitas vezes, até nos antecipando a elas. É o caso do mercado de reparação. É dos reparadores que ouvimos as necessidades sobre a aplicação e uso de nossos produtos. Sabemos também que o reparador é um grande decisor na hora da escolha da marca, o que justifica a aproximação que temos deste importante público. Faz parte de nossas ações realizar visitas e contatos regulares, seja diretamente ou em eventos especializados. Há programas de marketing e incentivos de vendas voltados aos reparadores a quem mostramos qualidade e disponibilidade de produtos e/ou serviços.  

7.Deixe aqui sua mensagem para os reparadores independentes. 

- Gostaria de agradecer a parceria e confiança nas Empresas Randon nas marcas Randon, Fras-le, Master, JOST, Syspensys, Controil e Fremax e reforçar que continuaremos trabalhando com iniciativas de inovação e crescimento na capacidade e portfólio para atendermos à demanda com eficiência e qualidade, por meio de nossos produtos e marcas. Tudo para continuar merecendo a confiança do mercado, como o dos reparadores, que sabem quais são as melhores soluções a serem oferecidas a seus clientes.  

 

Comentários