Oficina Brasil


Completando 60 anos no Brasil, Schaeffler vê 2018 com otimismo e mira crescimento contínuo acompanhando a evolução do mercado

Em entrevista exclusiva ao Oficina Brasil Mala Direta, Rubens Campos, Vice-Presidente Sênior de Aftermarket Automotivo da Schaeffler América do Sul fala sobre as principais conquistas da empresa, a marca de 60 anos de mercado no Brasil, perspectivas de futuro, principais lançamentos e muito mais!

Por Da redação

Oficina Brasil Mala direta: Profissional de muita experiência, há quanto tempo você está na Schaeffler e quais seus principais desafios à frente da empresa? Conte um pouco sobre a sua trajetória profissional  

Rubens Campos: Formado pela Fundação Getúlio Vargas, ingressei na Schaeffler Brasil no ano 2000, portanto, há 18 anos. Como Vice-Presidente Sênior da Schaeffler América do Sul, foram muitos os desafios enfrentados nessas quase duas décadas, em virtude das mudanças na economia da região, oscilações do dólar, restrições de crédito, ou seja, vários fatores que provocaram reflexos no setor. No entanto, encaramos essas dificuldades como novas oportunidades de crescimento e, assim, ampliamos nosso portfólio de produtos, buscamos novos mercados e estreitamos o relacionamento com nossos parceiros, sempre com criatividade e a determinação de nossa equipe. Estamos sempre procurando nos antecipar às necessidades de nossos clientes e otimistas com o crescimento dos negócios nos próximos anos. 

OB:Fale um pouco sobre o trabalho na área de pós-venda da empresa 

RC: Um dos grandes diferenciais da Schaeffler, com suas marcas LuK, INA, FAG e Ruville, é justamente a atenção ao pós-venda. Oferecemos vários serviços às oficinas mecânicas e distribuidoras para dar todo o suporte necessário para a aplicação correta e utilização de nossos produtos, assim como assistência em campo e atendimento por e-mail e telefone, além de um time experiente que atua em campo. Portanto, muitos problemas são solucionados de imediato, principalmente quando relacionados à instalação ou defeitos em peças periféricas que interferem no desempenho das nossas, o que é bem comum. 

Também disponibilizamos materiais técnicos às oficinas mecânicas, lojas e distribuidoras, inclusive, com dicas sobre montagem e desmontagem de peças, e com uma estrutura voltada especificamente para o mercado de reposição. O programa de Assistência Técnica inclui realização de cursos e palestras dirigidas a reparadores e lojistas, com o objetivo de promover a divulgação de informações técnicas e a atualização dos conhecimentos desses profissionais. E o que é muito importante: nossos clientes contam com a garantia que só quem é original de fábrica pode oferecer. 

 

OB: Fale um pouco das principais conquistas da empresa 

RC: A Schaeffler está completando 60 anos no Brasil em 2018, o que representa uma grande conquista e motivo de orgulho, já que este é um mercado muito competitivo e desafiador. Nessas seis décadas, crescemos e evoluímos para, hoje, oferecermos ao mercado um extenso portfólio de sistemas e soluções tecnológicas sustentáveis. Fornecemos a melhor tecnologia de rolamentos na América do Sul e ocupamos uma posição de liderança em sistemas de embreagem e componentes de motor. 

Nossa presença na América do Sul reflete a estratégia do Grupo Schaeffler de estar o mais próximo possível do cliente. Além disso, nossa unidade tem um papel importante na geração de inovações, estando entre os quatro centros de pesquisa e desenvolvimento mais criativos da Schaeffler. Em 2017 foram geradas 193 novas ideias somente no Brasil e alguns processos originados de ideias da equipe brasileira foram concluídos, resultando na concessão de 7 novas patentes. 

Com isso, a Schaeffler Brasil tem sido constantemente premiada pelas principais montadoras devido à qualidade. No mercado de reposição, nossas marcas também estão sempre nas primeiras posições na preferência dos reparadores. A LuK, por exemplo, há anos mantém o primeiro lugar como a marca preferida pela pesquisa da Oficina Brasil/Cinau.  

OB: Quais as estratégias usadas pela empresa para enfrentar o momento difícil que o mercado enfrentou nos últimos anos? 

RC: A crise econômica no Brasil e em vários países da América do Sul, nos últimos anos, gerou muitas dificuldades para a indústria automobilística. Tivemos que nos adaptar ao novo cenário, com determinação e criatividade, lançando novos produtos para o mercado de reposição, buscando novos mercados e procurando identificar a melhor forma de aproveitar o potencial de cada segmento. Com isso, conquistamos vários avanços, com estratégias focadas na entrega, oferta de novas linhas de produtos, campanhas de vendas e o fortalecimento do relacionamento com nossos clientes. 

 

OB: Quais as perspectivas da empresa para os próximos anos? 

RC: Olhando para o futuro, o Grupo Schaeffler lançou a estratégia corporativa Mobility for Tomorrow, definindo a direção de suas pesquisas e projetos para os próximos anos. A empresa quer moldar a mobilidade do futuro, desenvolvendo soluções inovadoras para quatro áreas-foco: Veículos Ecológicos, Mobilidade Urbana, Mobilidade Interurbana e Cadeia Energética. A Schaeffler já está levando tecnologias sustentáveis para as ruas, pistas e indústrias no mundo, como por exemplo, componentes híbridos e elétricos para todos os tipos de veículos. No Brasil, atualmente, são comercializados apenas veículos híbridos importados, em pequena escala, mas a Schaeffler está preparada para fornecer componentes automotivos híbridos e elétricos ao mercado no momento que houver necessidade.  

Estamos muito otimistas na retomada do crescimento econômico do País, na recuperação do mercado automotivo, como também em relação aos avanços tecnológicos que ocorrerão nos próximos anos com a participação e contribuição da Schaeffler. A Schaeffler está preparada para a retomada do setor, pois possuímos um amplo portfólio, com produtos de alta qualidade, garantia e assistência técnica, o que nos deixa ainda mais seguros e otimistas em relação aos próximos anos. 

 

OB: Quais os principais lançamentos e novidades da empresa neste ano? 

RC: Para o mercado de reposição independente brasileiro, investimos fortemente na ampliação de nosso portfólio este ano. Lançamos 80 novos rolamentos de roda leve destinados a várias aplicações em automóveis e utilitários e, com isso, cobrimos hoje mais de 90% dos veículos leves circulantes no País. Aumentamos a variedade de polias OAP oferecidas ao mercado, totalizando agora mais de 80 diferentes tipos que atendem 80% da frota brasileira. Também passamos a disponibilizar ao mercado de reposição brasileiro três bombas d’água comutáveis, que geram maior economia de energia e combustível e redução de emissões. 

Em 2018, a Schaeffler ampliou o portfólio de soluções completas, que reúnem todos os componentes que as oficinas mecânicas necessitam para efetuar os serviços de manutenção nos veículos. Por exemplo, lançou três novos LuK RepSet DMF – dois deles compostos por platô e disco de embreagem, volante bimassa e atuador hidráulico, e o terceiro contendo platô e disco de embreagem, volante bimassa e rolamento de embreagem. Ao todo, a empresa oferece hoje seis modelos diferentes de LuK RepSet DMF no mercado de reposição automotivo brasileiro. 

Também ampliamos a variedade de Kits de Distribuição INA completos, totalizando hoje 120 diferentes tipos que atendem a 80% da frota em circulação no País. Esses kits reúnem os componentes necessários para reparo no circuito primário de veículos, otimizando tempo e custos. A composição dos Kits de Distribuição da Schaeffler varia de acordo com a necessidade de manutenção de cada veículo, contendo geralmente tensores, polias de desvios, correia e, em vários casos, os elementos de fixação, como parafusos, porcas, prisioneiros, entre outros. Já os kits por corrente INA possuem correntes, engrenagens, guias e guias tensoras, bem como os fixadores. Oferecemos ainda a opção desses kits com bomba d’água. 

Globalmente, a Schaeffler está investindo em inovações tecnológicas, como o desenvolvimento de rolamentos com sensores. A empresa também já está produzindo em série eixos elétricos com a mesma tecnologia desenvolvida para a Fórmula E. Compostos por motor elétrico, redutor e sistema de controle de torque e rotação, esses eixos elétricos equipam os carros da Audi Sport ABT Schaeffler, equipe campeã da competição na temporada passada. Também produz vários outros componentes e sistemas para carros híbridos e totalmente elétricos, desde módulos híbridos, transmissão híbrida, rolamentos para motores elétricos até a roda elétrica. Hoje, esses sistemas são fornecidos a montadoras em vários países do mundo, mas estamos prontos para fornecê-los também ao mercado brasileiro quando houver demanda. 

 

OB: Quais eventos do setor a empresa participou ou participará neste ano? Pode nos falar sobre a importância destes eventos e o saldo final para a empresa? 

RC: Procuramos participar dos principais eventos do setor automotivo para estarmos mais próximos de nossos clientes e, assim, conhecermos melhor suas necessidades e compreender suas expectativas. Este ano, na América do Sul, estivemos presentes na Autopar no Paraná, Autop em Fortaleza, na Autopartes na Colômbia e estaremos na Automechanika em Buenos Aires, de 7 a 10 de novembro, além de vários seminários, congressos e também eventos promovidos por nossos clientes. Nesses eventos temos também a oportunidade de reforçar a visibilidade de nossas marcas, expor as principais soluções que oferecemos ao mercado de reposição e as novidades tecnológicas que lançamos para a indústria automobilística. O saldo é sempre muito positivo, pois não só trocamos experiências com nossos atuais parceiros, mas também mantemos contato com potenciais clientes para abertura de novos mercados. 

OB: Como os produtos da empresa chegam aos reparadores interessados? 

RC: Nossas marcas – LuK, INA, FAG e Ruville – estão presentes em todas as grandes distribuidoras e na maioria das lojas de varejo de autopeças do País. Os reparadores profissionais, preocupados em oferecer o melhor aos seus clientes, naturalmente procuram nossas marcas porque já conhecem a tradição, qualidade e confiabilidade da Schaeffler no mercado e sabem que podem contar com nossa garantia e os serviços de assistência técnica. Além disso, estamos sempre presentes nos principais eventos do setor, a fim de mostrar nosso portfólio e diferenciais, mantendo a proximidade com o reparador, bem como investimos em mídia para reforçar a divulgação da nossa marca no mercado. 

OB: A Schaeffler é uma das participantes do ciclo de palestras do Rota do Reparador. Fale um pouco sobre a importância deste programa para a empresa e da aproximação com os reparadores independentes 

RC: A Schaeffler é uma grande incentivadora da capacitação técnica dos profissionais das oficinas mecânicas, pois acreditamos que a satisfação de nossos clientes não depende apenas da alta qualidade de nossos produtos, mas também da experiência dos reparadores, que precisam saber fazer a instalação e manutenção correta para garantir o bom desempenho de nossos produtos e satisfação do cliente final. Por isso, participamos ativamente da Rota do Reparador, que consideramos um programa muito interessante e útil para o mercado de reposição independente à medida que percorre o País oferecendo atualização técnica e tecnológica aos reparadores de veículos. Na Rota do Reparador, os profissionais da Schaeffler promoveram, por exemplo, em outubro, treinamentos em Londrina (PR), Aracajú (SE), Maceió (AL), Marabá (PA) e Maringá (PR).   

 

OB: Do ponto de vista global, como a empresa enxerga o reparador independente?  

RC: O setor de autopeças é um dos mais importantes para o negócio da Schaeffler. Tanto é assim que o Aftermarket Automotivo foi transformado em uma divisão de negócios no início deste ano. Assim, globalmente, a Schaeffler possui três frentes hoje: Aftermarket Automotivo, Automotivo OEM e Industrial. 

O Aftermarket Automotivo da Schaeffler atua sob o conceito global “more”, que significa levar cada vez “mais” aos reparadores independentes e outros clientes do mercado de reposição: mais inovação, mais tecnologia, mais qualidade, mais proximidade, mais assistência técnica.  Levamos ao mercado de reposição independente a mesma qualidade e tecnologia aplicadas no OEM (para montadoras de veículos). 

 

OB: Vocês têm noção de quantas oficinas independentes trabalham com os produtos da empresa? 

RC: Nossos produtos estão disponíveis nas maiores redes de distribuição e lojas do País. Temos produtos para cerca de 90% da frota circulante no Brasil, ou seja, contamos com amplo portfólio que consegue atender toda a demanda local. Desta forma, de Norte a Sul nossas marcas estão presentes. 

 

OB: Quais os próximos passos para aproximar ainda mais a empresa dos reparadores independentes? Quais as próximas novidades? 

RC: O mercado de reposição independente certamente terá uma grande evolução nos próximos anos, acompanhando as constantes transformações tecnológicas que vêm ocorrendo no mundo, com a introdução de veículos híbridos e totalmente elétricos, bem como com a digitalização. A gradativa adoção dessas novas tecnologias, já iniciada de forma considerável em países desenvolvidos, exige a rápida preparação da indústria na criação de novos componentes que atendam aos novos padrões de consumo. Com isso, certamente, os reparadores independentes precisarão de atualização técnica para suprir as demandas futuras. Acreditamos também que a crescente tendência na utilização de veículos compartilhados e serviços de transporte por aplicativo poderá gerar novas oportunidades de negócios no setor de reparação.  

Portanto, vamos intensificar os programas de aperfeiçoamento de reparadores independentes, por meio de palestras, workshops, treinamentos e plataformas digitais para trabalhar ainda mais o relacionamento com o setor e seus profissionais. 

 

OB: Qual é a política de fidelização da empresa? Como vocês convencem o reparador a utilizar o produto? 

RC: São vários os fatores que levam os reparadores a escolher as marcas LuK, INA, FAG e Ruville para a execução dos serviços de manutenção e reparo de veículos. Certamente, o principal motivo é a qualidade dos nossos produtos, seguindo da tradição e confiabilidade. Também procuramos estar sempre presentes nos mais importantes eventos do setor para manter a proximidade com o cliente, bem como priorizamos uma ampla divulgação na mídia sobre nossas marcas. Portanto, é com produtos de qualidade reconhecida, a garantia de componentes originais de fábrica, assistência técnica qualificada e um amplo programa de treinamento, que conquistamos e mantemos a fidelização de nossos clientes.  

 

OB: Use este espaço para deixar um recado da empresa para nosso leitor 

RC: Fornecer produtos da mais alta qualidade para satisfazer nossos clientes é o nosso principal objetivo. Ao adquirir os produtos LuK, INA, FAG e Ruville, o cliente tem a certeza de estar levando o que existe de melhor no mercado em termos de qualidade, segurança, garantia e assistência técnica. A Schaeffler é líder em tecnologia e, como tal, está olhando para o futuro, com investimentos em pesquisas que certamente levarão também à expansão do mercado de reposição independente. 

Comentários