Oficina Brasil


Borgwarner fala sobre as falhas mais comuns no motor de partida

Em uma conversa exclusiva, falamos com Newton Santos, Gerente de aplicações da divisão PDS, que produz motores de partida no Brasil

Compartilhe
Por Da Redação


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

5

O motor de partida ou motor de arranque é uma peça elétrica do veículo responsável por fazer o motor principal dar os primeiros giros, a partida, como seu nome mesmo já explica. O motor de partida fica localizado na caixa de marcha entre o volante do motor. 

Por ter uma funcionalidade simples, imagina-se então que o motor de partida tenha longa duração sem necessidade de manutenção. Será? Confira o que diz o especialista e porta-voz da Borgwarner. 

QUAIS AS FALHAS MAIS COMUNS NO MOTOR DE PARTIDA?

Antes de falar de falha precisamos entender qual é a função do motor de partida e o que ele faz. O motor de partida é responsável por colocar o motor de combustão em funcionamento, então a máquina, que é compacta, tira a corrente elétrica da bateria e transforma essa corrente elétrica em força mecânica, assim iniciando o funcionamento do motor de combustão. Todo o motor de partida é concebido com um trabalho de curto espaço de tempo e uma alta densidade de potência.
Ele puxa e drena bastante a corrente da bateria, transformando isso em força mecânica e faz o motor de combustão a começar a funcionar.

À medida que o motor gira, ele já trabalha o processo de compreensão e injeção do combustível. A partir disso começa a funcionar por si só. Então todo o motor de partida tem esse trabalho de iniciar o funcionamento do veículo. Depois disso, o motor de partida é um peso morto, que fica ali sem função.  Quanto mais leve o motor de partida melhor é a partida, pois quanto mais leve o veículo menor o consumo de combustível. 

As principais falhas hoje, desde o início do sistema flex, são em assistência de partida. A grande maioria esquece de colocar gasolina no tanque auxiliar, então quando chega no dia seguinte pela manhã, na época do frio, ele dá a partida, mas o carro não tem gasolina. É quando o dono do automóvel fica insistindo até que o motor frita, ele literalmente superaquece e queima. Essa é a principal falha que a gente encontra hoje na linha de veículos de passeios. 

Os sistemas mais modernos já estão com aquecimento de bico injetor, já tem sistema mais aprimorado para o motor de partida sofrer menos, mas isso não significa que não irá sofrer. 
Então, hoje na linha automotiva a principal falha é o sistema de partida. Não é uma falha de fabricação e sim de mau uso.

COMO DETECTAR A DIFERENÇA DE UMA FALHA NO MOTOR PARA UM DE PARTIDA?

A função do motor de partida é girar o motor e fazer o movimento inicial. Se você chega, dá partida e o carro gira o motor de combustão, é sinal que o motor de partida está fazendo trabalho dele. Então esse é o básico. Agora se ele não pega, a gente deve buscar uma falha no sistema de ignição ou injeção de combustível.

QUAL É A VIDA ÚTIL ?

Hoje nossa validação média vai de 30 a 60 mil partidas num veículo convencional. Para um uso normal do veículo no dia a dia, se você dá 10 partidas ele vai durar 10 mil dias. Se a gente parte para um termo start/stop a gente já avalia de 250 a 400 mil partidas em média. A vida útil depende muito da aplicação. 

É POSSÍVEL REPARAR OU DEVE SE FAZER A TROCA DA PEÇA?

Nós disponibilizamos todos os componentes exceto os imãs, porque não dá para transportar ou magnetizar os imãs na nossa fábrica e deixar disponível com o lojista durante muito tempo, pois o risco de contaminação do motor de partida é muito grande.

QUAL A DIFERENÇA PARA UM VEÍCULO START/STOP?

Um carro com start/stop já é concebido para ter uma característica única, de diversas partidas ao longo de uma viagem. Então a bateria do carro start/stop consegue dar mais ciclos de carga e descarga. O alternador já tem uma característica que é controlada pela ECU. 

O motor de partida é concebido para ter maior durabilidade, cerca de 400 mil partidas, por exemplo. A característica principal que diferencia é a durabilidade.

QUAIS OS CUIDADOS QUE DEVEM TER A MONTAGEM E DESMONTAGEM?

Primeiro deve-se sempre seguir os manuais técnicos. A Borgwarner disponibiliza através do canal da internet, 0800 e toda rede autorizada. São disponibilizados materiais técnicos para que todo o mecânico possa reparar nossos produtos. 

O principal cuidado é seguir essa orientação e cuidado com a limpeza da área que está sendo demonstrada, uma vez que ele tem imã permanente. Então se você tem um ambiente que não está limpo, pode danificar aquele componente, pois ele vai atrair a sujeira para dentro, fazendo com que tenha ruído ou desgaste prematuro da peça.

Existem equipamentos de teste para o motor de partida e recomendamos que seja seguida a recomendação de torque e a característica da graxa utilizada.  

QUAIS OS BENEFÍCIOS DESTE MOTOR?

Hoje trabalhamos com redução de massa e com o aumento da velocidade de partida. Todas as montadoras buscam reduzir emissões de poluentes. Se a gente olhar num ciclo de emissões, um dos períodos que o carro mais emite é na fase fria e também durante a partida, quando você injeta combustível que não é queimável. Então quanto mais rápido o veículo pegar, mais rápido o motor de partida gira e aquece a câmara de combustível, ajudando o carro a começar a funcionar e reduzindo poluentes.

Comentários