Oficina Brasil


Omega CD 1996 com freio travado

Saiba como foi solucionado o defeito do modelo da Chevrolet

Compartilhe
Por Da Redação


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

Freio Travado

Defeito: O veículo da Chevrolet, modelo Omega CD 1996, equipado com motor 4.1, chegou a oficina apresentando problema de travamento das rodas. 

O reparador relatou que o veículo teve seu hidrovácuo trocado pelo proprietário alguns meses antes e agora apresentava travamento das rodas ao acionar os freios, curiosamente após aproximadamente 1 hora com o veículo parado, os freios destravavam, liberando as rodas para andar. 

Diagnóstico: Ao ler o relato do reparador, um colega de profissão recomentou que fosse verificado o pino de ataque do hidrovácuo, que se localiza atrás do cilindro mestre. O colega complementou que nesse pino existe uma porca que deve ser regulada com uma chave canhão e que deveria ser regulado para dentro para aliviar o sistema de freio do veículo, mas que se o hidrovácuo for do tipo regulagem fixa, deveria ser enviado para oficina especializada, pois montaram com um reparo de má qualidade e estava trabalhando enforcado.  

Outro companheiro de profissão descreveu que já havia pego um veículo do mesmo modelo que apresentava o mesmo problema e este era a regulagem do pino de acionamento do cilindro mestre que havia sido feita muito atacada fazendo com que o sistema de freio trabalhasse enforcado, ou seja, como se o pedal de freio estivesse sempre pré-acionado e recomentou verificar se existia folga nesse pino, com o pedal desacionado. 

O reparador, após ler as dicas de seus colegas, informou que quando frio o sistema apresenta folga, mas após andar cerca de 25min e o sistema aquecer, a folga desaparecia. 

Por unanimidade, vários outros reparadores ao ler o relato e as dicas de seus colegas, concordaram que o sistema estava trabalhando pré-acionado e ao esquentar travava todo o sistema pois não havia folga entre o hidrovácuo e o cilindro mestre, e recomendaram regular o pino de ataque para que trabalhasse da maneira correta, aliviando assim todo o sistema de freio.  

Solução: O reparador retornou para dar um desfecho ao seu tópico e relatou aos seus companheiros que revisou todo o sistema de freios e todos os componentes estavam em perfeito funcionamento. 

Ele também comentou que após ler as primeiras dicas de seus companheiros de Fórum, entrou embaixo do painel do veículo e ao verificar a haste, constatou que a contraporca do eixo estava longe do batente e disse acreditar que o proprietário ao trocar o hidrovácuo esqueceu de realizar o aperto correto nessa porca, dessa forma, toda vez que o veículo era frenado, a haste girava um pouco, enforcando cada vez mais o freio até que travasse definitivamente. 

Após realizar a regulagem da haste e o aperto da contraporca, realizou o teste de rodagem com o veículo e as rodas se mantiveram livres, sendo então liberado o veículo para o cliente. 

Comentários