Oficina Brasil


Audi A3 não funciona após a troca da bateria

Veja como foi resolvido o problema do modelo A3

Compartilhe
Por Da redação


Avaliação da Matéria

Faça a sua avaliação

Audi A3

Defeito 

Um reparador cadastrado do Fórum relatou que na oficina onde trabalha encontrava-se um veículo ano 2014, equipado com sistema start-stop, e que após a troca da bateria o veículo não funcionava mais, entrando em funcionamento ao dar a partida, mas morrendo em seguida. 

Diagnóstico

 O reparador complementou informando que também foi realizada a troca da bomba de água do veículo, antes de se iniciar a falha e aproveitou para questionar que, por se tratar de um veículo equipado com sistema start-stop, deveria ou não ser realizada uma programação via scanner após a troca da bateria. 

Um companheiro de profissão, após ler o relato, respondeu que deveria ser utilizado uma bateria própria para esse tipo de sistema e que após a troca deveria ser realizada uma apresentação da bateria no sistema do veículo através do scanner, mas que de qualquer maneira o veículo deveria funcionar normalmente. O reparador ainda recomendou que fossem conferidos os conectores elétricos próximos à bomba de água. 

Após ler o relato, dois colegas de profissão comentaram já terem trocado a bateria de veículos com esse sistema e os veículos funcionaram normalmente mesmo sem realizar a apresentação da bateria, um deles ainda recomendou que fossem verificados os cabos de aterramento. 

O reparador informou que ao utilizar o scanner no sistema do veículo, ele não apresenta nenhum código de falha, mas notou que ao desligar o sensor de baixa pressão da linha de combustível, o veículo funciona, acelera e estabiliza em marcha lenta normalmente e que ao ligar o sensor com motor ligado, o veículo morre e não entra mais em funcionamento, voltando a ocorrer a falha de ligar e morrer logo em seguida. 

Continuando a ajudar seu amigo reparador, o primeiro companheiro novamente comentou e indicou que fosse medida a pressão da linha de baixa, e que em caso de a pressão estar na faixa especificada deveria ser verificado e trocado o sensor, e em caso de a pressão estar baixa, verificar a própria bomba. 

Em seguida o reparador relatou que verificou novamente a especificação da bateria para ver sua correta aplicação e conferiu os conectores elétricos próximos à bomba de água, mas todos os itens estavam de acordo. Questionou ainda sobre a função da injeção indireta no sistema de injeção TFSI, que equipava esse modelo, e logo foi refutado de que a injeção indireta nesse modelo era utilizada na partida do veículo e para limpar o sistema de admissão de combustível. 

Solução 

Alguns dias depois, o reparador retornou ao tópico para dar continuidade ao relato da situação, informou que após conferir que a pressão da linha de baixa estava dentro do especificado, notou que o módulo do veículo não estava pulsando os bicos de injeção indireta. 

A princípio o reparador pensou ser módulo queimado ou em modo de proteção, mas após remover os bicos injetores da linha de baixa e testá-los no equipamento para limpeza, constatou que os quatro estavam travados e por esse motivo o módulo inibia o pulso dos bicos. 

Após constatar o travamento dos bicos injetores, o reparador efetuou a limpeza dos bicos em um banho de ultrassom, depois de realizar a limpeza dos bicos tornou a instalá-los e ao testar o veículo, o motor voltou a funcionar corretamente, sendo então liberado para o cliente. 

Comentários