Oficina Brasil

Publicidade

Wed09172014

Última atualização11:20:58 PM GMT

Parte 2 - Procedimento para reparo na caixa automática 4L30-E (GM Omega e BMW Série 3)

Avaliação do Usuário: / 9
PiorMelhor 
  • Anterior
  • 1 of 14
  • Próximo

Figura 1

 

 

 

 

 

 

 

Figura 2

Conforme verificamos no ultimo número, vamos dar prosseguimento à desmontagem da transmissão automática 4L30-E, encontrada nos veículos BMW 325 americanos e o OMEGA CD 3.0 e 4.1 litros fabricado no Brasil até 1998.

1. Desconecte o chicote da transmissão (21) do conector da carcaça (22) utilizando uma chave de fenda, pressionando levemente a orelha de travamento e um alicate para puxar o plugue deslocando-o da carcaça principal conforme mostra a figura 1.

2. Utilizando o cabo de força e uma chave soquete 13 mm, remova os 4 parafusos da tampa do servo de aplicação da cinta (23).

3. Remova a tampa do servo de aplicação da cinta (24) e sua junta (25), conforme mostra a figura 2.

4. Utilizando o cabo de força e uma chave soquete 13 mm, remova os 2 parafusos do corpo de válvulas (26) do conjunto do rolete da chapa de retenção e mola (28) (figura 3).

5. Remova o conjunto da chapa de retenção / rolete (28) e o clipe trava do chicote (27) (figura 3).

6. Remova os 7 parafusos remanescentes do corpo de válvulas (26) utilizando um cabo de força e uma chave soquete 13 mm conforme mostra a figura 4.

7. Levante o conjunto do corpo de válvulas principal (31) segurando a haste da válvula manual (30). Gire o conjunto do corpo de válvulas principal (31) para desconectar a haste da válvula manual (29) e remova o conjunto do corpo de válvulas da carcaça (31), placa espaçadora (32) e juntas (33). (figura 5)

Nota: A válvula manual direciona pressão hidráulica gerada pela bomba da transmissão ao vários circuitos de controle e acionamento. Nesta transmissão, temos sete posições da válvula manual: P-R-N-D-3-2-1.

8. Após remover o conjunto do corpo de válvulas principal, retire as duas esferas de controle (34) da carcaça. Remova as esferas utilizando uma chave de fenda ou pinça pequenas, conforme indicado na figura 6.


Nota: Não utilize um ímã para esta operação, visto que as esferas poderão ficar magnetizadas e atrair limalhas metálicas, ocasionando falha de vedação.

9. Instale a ferramenta especial compressora da tampa do servo conforme mostrado na figura 7.

10. Comprima o pistão do servo de aplicação da cinta (35) com o dispositivo, aliviando sua tensão. Utilize um alicate apropriado para remover a trava da tampa do servo (36) conforme mostrado na mesma figura 7. Libere lentamente a pressão a fim de aliviar a pressão da mola e evitar riscar a superfície de trabalho do servo.

11. Remova o dispositivo compressor do servo de aplicação da cinta.
Nota: A descentralização da ferramenta deve ficar voltada para a traseira da carcaça da transmissão.

O pistão do servo de aplicação da cinta é utilizado para a aplicação da cinta do freio em 1ª e 2ª marchas. Também é utilizado como acumulador para a embreagem da 3ª durante a mudança 2-3 e utilizado como amortecedor em mudanças da alavanca com o veiculo parado (de N para D).

12. Remova o pistão do servo de aplicação da cinta (37), haste de aplicação do pistão do servo (38), e a mola de retorno do pistão (39) conforme mostrado na figura 8.

13. Gire a transmissão para a posição vertical, com a carcaça do conversor voltada para baixo.

14. Utilizando um cabo de força e uma chave soquete 10 mm, remova o parafuso (40) de fixação do sensor de velocidade (42) ao conjunto da extensão (43).

15. Remova o sensor de velocidade (42) e seu anel de vedação tipo o-ring (41) conforme mostra a figura 9.

Nota: Se houver dificuldade na remoção manual do sensor de velocidade, utilize uma chave de fenda posicionada entre o conjunto da extensão e o sensor, e force-o levemente para fora.

O sensor de velocidade é utilizado para transformar um sinal mecânico (velocidade do veículo) em sinal eletrônico utilizado pelo Módulo de Controle da Transmissão (TCM) para controle das funções da transmissão.

16. Utilizando um cabo de força e uma chave soquete 10 mm, remova o parafuso (46) de fixação do impulsor do cabo do velocímetro (45) do conjunto da extensão (44).

17. Remova o conjunto impulsor do cabo do velocímetro (45) conforme mostra a figura 10.

18. Utilizando o cabo de força e uma chave soquete de 1 polegada e meia, remova a porca de fixação do eixo de saída (47) conforme mostra a figura 11.

Nota: Posicione a alavanca seletora de marchas na posição “P” (totalmente para baixo). Isto travará o eixo de saída e evitará que o mesmo gire por ocasião da soltura de sua porca de fixação.

19. Remova o flange de saída (48) conforme mostra a figura 12.

20. Remova os 7 parafusos da extensão (49) utilizando o cabo de força e uma chave soquete 14 mm conforme mostra a figura 13.

21. Remova o conjunto da extensão (50) conforme indicado pela figura 14.
Voltamos a lembrar que os procedimentos de reparo de uma transmissão automática não são difíceis de serem realizados, uma vez que o técnico se conscientize que a limpeza e o cuidado na desmontagem e montagem, bem como a necessidade de seguir as orientações contidas no manual de serviço da transmissão, sejam seguidos à risca. Não existem atalhos num reparo de caixa automática. A melhor maneira de executar este serviço é e sempre será cuidado e atenção para evitar retornos dispendiosos e que minam a confiança que o cliente deposita em seu trabalho.

Na próxima edição, daremos continuidade à desmontagem da transmissão 4L30-E. Até lá e bom trabalho!



Figura 3


Figura 4

 


Figura 5



Figura 6


Figura 7


Figura 8



Figura 9



Figura 10



Figura 11


Figura 12


Figura 13


Figura 14

Você precisa ser registrado para comentar - Login