Pitstop - Caique Silva

ZF alcança grande marco em tecnologia automotiva

Empresa torna-se a primeira companhia a produzir 100 milhões de EPB - Freios de Estacionamento Elétricos

A ZF produziu na última semana sua unidade de número 100 milhões de EPB - Freio de Estacionamento Elétrico, tornando-se a primeira empresa no mundo a alcançar esse marco. Com a invenção do freio EPB motor-on-caliper, a companhia criou a verdadeira incorporação de um sistema mecânico inteligente.

A EPB oferece diversos benefícios, como a economia de combustível devido à redução de peso no sistema de freio. É um excelente exemplo da eletrificação de sistemas mecânicos, que permite integração e funções avançadas quando combinados com outros sistemas de veículos, além de ser um passo importante em direção aos sistemas de frenagem por fio. A tecnologia também ajuda a melhorar a segurança do condutor ao permitir paradas de emergência antibloqueio das quatro rodas, com muita conveniência e conforto para o condutor com ativação do sistema ao toque de um botão.

Além de proporcionar funcionalidade, a EPB é uma parte totalmente integrada do sistema de freio, com características como atuação dinâmica, detecção de desgaste das pastilhas de freio e redução da degradação associada aos sistemas mecânicos.

“O EPB é uma grande história de sucesso e hoje reconhecemos os engenheiros, designers e funcionários que produzem essa tecnologia em locais em todo o mundo, incluindo a Europa, as Américas, a China e o nosso lançamento mais recente, marcando a primeira produção do EPB na Índia. O EPB é uma prova da busca implacável por inovação. A ZF já era líder mundial no mercado de freios convencionais no início dos anos 2000, mas procurou transformar o freio de serviço puramente mecânico em algo muito maior. Hoje, essa tecnologia é encontrada nos veículos mais populares do mundo, desde carros pequenos até caminhonetes maiores e veículos utilitários esportivos”, disse Manfred Meyer, vice presidente Sênior de Engenharia de Frenagem da marca.

comentários
Avaliar:

Comentários