Pitstop - Caique Silva

Coleta do óleo lubrificante é importante para o meio ambiente

Assunto que deve ser tratado com a devida importância é alertado pela Lwart Lubrificantes, que realiza importante trabalho de conscientização

Desrespeitando as legislações do setor, anualmente, mais de 300 milhões de litros de OLUC (óleo lubrificante usado ou contaminado) são desviados e descartados incorretamente no meio ambiente. Por isso, a Lwart Lubrificantes realiza a conscientização de que a coleta adequada e seu devido tratamento é fator importante para a sociedade.

Postos, oficinas, frotas, concessionárias, pontos de supertrocas, transportadoras, entre outros, muitas vezes deixam de atuar de forma apropriada, mesmo com as determinações da Agência Nacional do Petróleo (ANP), do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) e da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) sobre a coleta, transporte e o rerrefino. O óleo descartado incorretamente polui o solo – um litro é capaz de contaminar até um milhão de litros de água, quantia que uma pessoa leva cerca de 14 anos para consumir.

Atualmente, apenas no Brasil, mais de 300 milhões de litros de óleo usado são desviados do modelo estabelecido de coleta e descarte, o que coloca em risco todo o meio ambiente, os recursos hídricos, a atmosfera e o próprio abastecimento do país. Em 2016, o país gerou 1,2 bilhões de litros de óleo, sendo que apenas 430 milhões foram devidamente coletados.

A capacidade de coleta ociosa do setor de rerrefino é de 30%, um número crítico para a indústria. Por este motivo, há o grande desafio de coletar mais para rerrefinar mais, e obter mais eficiência no processo de coleta. Porém, neste processo de logística reversa - em que o óleo usado é transformado novamente em óleo mineral básico - há outro problema, que é chamado de coleta pirata, que ocorre em muitas localidades do país, principalmente em pequenos estabelecimentos, que não se preocupam com questões importantes como licença, registro, limpeza etc.

“Procuramos sempre motivar e conscientizar as pessoas e os pontos geradores a entregar esse óleo para quem é de direto, para empresas licenciadas. Para que elas se preocupem genuinamente, pois se a entrega for feita para alguém não licenciado, pode ocorrer uma autuação se houver uma fiscalização ou um problema”, diz Manoel Browne, gerente de relações institucionais, jurídico e regulatório do Grupo Lwart.

A Lwart Lubrificantes, empresa do Grupo Lwart, que faz parte das 15 rerrefinadoras autorizadas no Brasil, conta com uma frota de 400 caminhões atuando em mais 4.000 municípios e 15 Centros de Coleta espalhados nas principais regiões do País. A empresa é responsável por devolver ao mercado 101 milhões de litros de óleo mineral básico a partir do rerrefino, o equivalente a um terço de todo o OLUC desviado no País.

comentários
Avaliar:

Comentários