Entrevistas - Vinícius Montoia

Dayco é a fornecedora oficial para a nova família de motores da Fiat e Ford

De acordo com o Diretor Comercial para América do Sul da marca, empresa já foi escolhida para fornecer componentes para as duas montadoras e nos fala sobre a importância do reparador independente em seu negócio

A Dayco é líder mundial na pesquisa, desenvolvimento, fabricação e distribuição de produtos essenciais para motores, sistemas de transmissão e serviços para automóveis, caminhões e até construção, agricultura e indústria.


A empresa conta com mais de 50 instalações em 18 países e mais de 4.500 colaboradores no mundo. No Brasil, em suas três plantas (São Paulo-SP, Contagem-MG e Itapira-SP), e uma na Argentina, na unidade de Córdoba e escritório comercial de Buenos Aires, conta com cerca de 500 funcionários.

A Dayco tem sua história marcada pela inovação, como quando criou e patenteou a 1ª correia Poly-V, o primeiro tensor automático e a correia elástica. Presente no mercado brasileiro desde o ano 2000, a empresa tornou-se líder na reposição em apenas cinco anos, devido à qualidade, ser original na maioria das montadoras e o portifólio completo de produtos.

O Jornal Oficina Brasil entrevistou Silvio Alencar, Diretor Comercial para América do Sul da Dayco, que nos contou sobre novos produtos, a importância do reparador independente no momento de aplicar as peças da marca e sobre a nomeação como fornecedora oficial para a nova geração de motores que serão lançados pela Fiat, como o GSE, e pela Ford, que será a família Dragon.

Jornal Oficina Brasil: Quais são os produtos que a Dayco comercializa?

Silvio Alencar: A Dayco projeta e desenvolve todos os produtos para os sistemas de transmissão de potência, tais como: Correias Sincronizadoras e de acessórios, Polias, Tensionadores, Dampers, atuadores hidráulicos e cabos de ignição.

Todos os produtos com qualidade reconhecida e na maioria dos casos pela sua originalidade nas montadoras.

JOB: A Dayco faz produtos para quais mercados no mundo?

SA: A Dayco fabrica e exporta produtos para o mundo inteiro. Suas mais de 50 instalações possibilitam maior dinamismo e facilidade de comercialização de seus produtos. Estamos presentes com fábricas na Europa, América do Norte, América do Sul, Índia, China e Austrália.

“Nosso foco é inovação e constantes lançamentos. Vale lembrar que a Dayco criou a Poly V, o Tensionador e a correia elástica. Em breve traremos ainda mais novidades para o Brasil”, Silvio AlencarJOB: Como as peças chegam aos reparadores interessados?

SA: Através de nossos distribuidores presentes em todo o território nacional. As lojas mais conceituadas do mercado têm nosso produto disponível para atender os mecânicos que tem Dayco como preferência nacional, conforme pesquisas realizadas.

JOB: Qual a importância do reparador na hora de aplicar o seu produto?

SA: O trabalho do reparador é fundamental para a força da marca e na execução de serviços de qualidade. A Dayco está constantemente empenhada em levar a esse profissional ferramentas que facilitem e aprimorem o seu trabalho.

Com uma equipe de 12 promotores técnicos, além das visitas pessoais e treinamento, disponibilizamos todo tipo de material técnico, impresso, na internet e apps para smartphones.

JOB: Vocês têm noção de quantas oficinas especializadas utilizam seus produtos?

SA: Seguramente estamos próximos a 90%. Temos sido constantemente reconhecidos como top of mind nos últimos dez anos nas pesquisas junto aos aplicadores.

JOB: Há alguma inovação prevista para os próximos anos?

SA: Lançamos recentemente a linha de kits com bomba d’água para o mercado brasileiro, uma exclusividade da Dayco no país. Vale destacar também nossa linha de correias belt-in-oil, desenvolvida junto às montadoras para uma nova geração de veículos. Estas correias trabalham imersas em óleo, com grandes vantagens para o meio ambiente e em substituição as correntes convencionais, e que vem sendo constantemente premiadas na Europa e EUA. 

Nosso foco é inovação e constantes lançamentos. Vale lembrar que a Dayco criou a Poly V, o Tensionador e a correia elástica. Em breve traremos ainda mais novidades para o Brasil.

JOB: Com a comemoração dos 110 anos, a Dayco pretende expandir seus negócios, com novos produtos?

SA: Retomamos recentemente o trabalho em dois mercados: industrial e agrícola, com os quais tivemos um enorme crescimento de portfólio. Temos planos audaciosos de crescimento da empresa no mundo inteiro e estamos investindo para que isso aconteça o quanto antes.

“Já temos nomeações para ser o fornecedor original dos novos motores da nova geração que serão lançados como Fiat GSE e Ford Dragon”, Silvio Alencar
JOB:
Como foi a trajetória da empresa desde o início e sua história no Brasil?

SA: A Dayco chegou à América do Sul em 1997, com a inauguração da fábrica na cidade de Córdoba – Argentina e três anos depois, em 2000, inaugurou sua primeira unidade no Brasil. Já em 2002, tornou-se líder no mercado brasileiro de reposição nas correias sincronizadoras.

Ampliando nossa linha de produtos, foram lançadas as linhas de cabos e tensionadores e em 2013, adquirimos a Nytron. Continuamos com foco em inovação e lançamentos e trouxemos também as linhas de Dampers e atuadores hidráulicos.

Em 2015 abrimos um novo escritório comercial em Buenos Aires e em 2016 lançamos a linha de kits com bomba d’água, uma exclusividade da Dayco no mercado brasileiro.

JOB: Como está atualmente o mercado de sistemas de transmissão, tensionadores e polias? Qual a posição da Dayco em cada um deles?

SA: A Dayco é líder na venda de correias e também, após a aquisição da Nytron, passou a liderar o segmento de Tensionadores e Polias. Também na linha original, a Dayco tem equipado diversos motores de fábrica, além das correias, com todo o sistema de transmissão, incluindo Dampers, tensores e polias, tais como motor Sigma da Ford, Fire da Fiat e Onix da GM, VW Up , entre outros.

Já temos nomeações como  fornecedor original dos novos motores das novas gerações, como Fiat GSE e Ford Dragon.

JOB: O que a empresa tem feito para o reparador/aplicador em treinamentos, cursos e informações técnicas sobre os seus produtos?

SA: Com nosso time de Promotores residentes em todos os estados do Brasil, além de levar treinamento e material técnico impresso, também existe na internet o Garagem Dayco, catálogo interativo, diagramas de montagem, catálogo para smartphones, além de uma infinidade de filmes de instrução no YouTube.

JOB: Há alguma possibilidade de fazer treinamentos de reparadores/ aplicadores/ lojistas de forma on-line? Como você vê as redes sociais, que hoje são uma porta de esclarecimento e que acabaria ajudando em vários aspectos a empresa?

SA: O trabalho em nossas redes sociais é intenso tanto com atualizações, quanto na velocidade de resposta. Entendemos que esta é uma ferramenta importantíssima que só tende a crescer.

JOB: Alguns produtos de autopeças só podem ser vendidos se certificados pelo Inmetro. Ocorre o mesmo com os produtos que vocês fabricam? Como você vê essas adequações pelo instituto regulador?

SA: Os produtos importados necessitam desta aprovação, em nosso caso a produção é local e dentro do Mercosul, e no padrão original.

Cabos de ignição

JOB: Sabemos que muitas empresas enxergam o mercado brasileiro como um grande público comprador. O consumidor desse tipo de peça costuma comprar apenas peças genuínas? Há produtos concorrentes do de vocês que não seja confiável?

SA: Acreditamos que a melhor ação contra produtos de baixa qualidade é a informação. O aplicador está cada vez mais informado e exigente em relação à qualidade. O mecânico sabe que o mais barato pode sair caro, pois além das horas perdidas em refazer o serviço, a sua credibilidade junto ao cliente é o mais importante.

JOB: Todos os produtos são feitos aqui ou são importados?

SA: Todos os produtos são feitos em nossas quatro fábricas dentro do Mercosul, e alguns poucos itens de baixíssima demanda são importados para completar a ampla gama que oferecemos.

JOB: Os novos promotores (força de vendas) estão visitando as oficinas independentes?

SA: Sim! Diariamente. Levando informações, ouvindo e aconselhando tecnicamente.

JOB: A Dayco é uma marca recente no mercado brasileiro, quando comparada a outros fabricantes (Gates e Continental); e sempre se caracterizou por ser agressiva e inovadora. Essas características fazem parte do DNA da empresa?

SA: Com certeza e temos isso marcado durante a nossa história. Acreditamos que a capacidade de inovação é o que garante o sucesso de qualquer companhia.

Equipe de promotores Dayco
JOB:
Dentro da sua estratégia para o mercado de reposição, qual o papel do reparador independente?

SA: Ele é fundamental, pois na reposição é quem dá o retorno sobre o que estamos fazendo certo. Temos muitas parcerias e ouvimos sempre o que eles têm a dizer. Da mesma forma procuramos dar todo o suporte que eles necessitem para se atualizar, quer seja em instruções e até ferramentas adequadas.

JOB: Sabe-se que o Brasil tem características regionais diferentes e isso se reflete na escolha dos agentes comerciais de um fabricante. Como vocês atuam: distribuidores nacionais, regionais (“atacarejo”), ou outras formas?

SA: Os distribuidores Nacionais, através de suas filiais e os mais importantes distribuidores Regionais comercializam nossos produtos. Por essa razão também optamos por uma equipe de vendas regional, capaz de entender melhor e atender com maior agilidade as particularidades de cada mercado.

JOB: Muito se fala sobre preço e rentabilidade no mercado de reposição. Contudo, sabe-se que preço é o quarto item que o reparador utiliza em sua decisão de compra. Como você lida com essa diferença de percepções?

SA: Sabemos que independente das respostas das pesquisas, temos que procurar a satisfação de nossos clientes, entendendo que isto se refere a toda a cadeia, de distribuidores, varejistas e a mecânicos.

comentários
Avaliar:

Comentários