Oficina Brasil

Publicidade

Thu04242014

Última atualização10:05:30 PM GMT

Defeitos intrigantes: Fiat Palio 1.0 8V Sistema IAW 1G7 1996/2000

Avaliação do Usuário: / 29
PiorMelhor 

Esta dica foi retirada do Manual Eletrônico = Dicatec

Dica: Estouro no filtro de ar e alto consumo de combustível

Defeito: Gostaria de comentar este mês uma falha que vem se apresentando com frequência no veículo Fiat Palio 1.0 8V com sistema IAW 1G7 do ano 1996 até o ano 2000. Falha muito comentada pelos mecânicos, e poucos conseguem solucionar o problema, achando até que seja característica do veículo. “Estouro no filtro de ar e alto consumo de combustível”.

Abaixo, seguem várias tentativas realizadas por vários mecânicos para a solução do problema, sem obter resultados positivos:
• Regulagem completa do motor e troca de muitos componentes;
• Retificar cabeçote (descarbonização e assentamento das válvulas);
• Remapear o Módulo da Injeção (aumentando tempo de injeção);
• Aumentar a vazão dos bicos injetores e a pressão da linha de combustível.
Alguns itens citados acima até resolvem o defeito do “estouro no filtro de ar”, porém, o consumo de combustível aumenta ainda mais.


Agora, vamos para as dicas do conserto do famoso “estouro no filtro de ar” e a mais polêmica reclamação de “alto consumo de combustível” deste veículo. Estas recomendações que iremos comentar não deverão ignorar a prática da manutenção preventiva e corretiva, como, por exemplo, fazer uma regulagem completa no motor:

Verificar sincronismo da correia dentada com ferramentas adequadas;
Ajustar as válvulas do motor (admissão e escape = 0,33 mm);
Limpar e testar os bicos injetores;
Conferir pressão e vazão da bomba de combustível;
Substituir filtros de combustível e ar;
Analisar e testar sistema de ignição (cabos de velas, velas e bobinas);
Limpeza do corpo borboleta (TBI).

Ao término da regulagem completa do motor, iniciaremos os ajustes necessários para resolver o problema do defeito citado acima.

1 - Analisar os terminais do conector do sensor de detonação conforme esquema elétrico, pino 1 e 2 do conector estão invertidos. Como devem ficar:
• Pino 1 do conector faz continuidade com pino 33 do módulo, fio branco;
• Pino 2 do conector faz continuidade com pino 16 do módulo, fio vermelho até 1998 e fio azul após 1999;
• Pino 3 do conector é terra (massa).

2 - Soltar o suporte do sensor de rotação e posicioná-lo totalmente para trás do motor, adiantando o ponto de ignição, conforme figura:
• O suporte do sensor de rotação tem dois furos oblongos tendo espaço suficiente para avançar totalmente para trás do motor;
• Tenha cuidado com o ajuste entre a distância do sensor de rotação em relação a roda fônica (0,4 a 1,0 mm).

3 - Abaixar a temperatura do sensor de temperatura do ar:
• Pela posição do sensor de temperatura do ar está fixado no coletor de admissão (coletor de alumínio), aumenta a temperatura para próximo de 60 a 70 graus;
• Abaixar a temperatura do ar colocando um resistor 1,0 Kohms em série no fio de alimentação do sensor (5,0 vdc).

4 - Aterrar o fio cinza da sonda lambda (pino 2), aterramento deficiente:
• Por falta de aterramento, a sonda tem um sinal irregular (muito lento);
• Fazer aterramento após o conector da sonda, lado chicote do módulo (fio amarelo pino 12).

Aí estão as dicas para solucionar o defeito. Agora só depende do bom profissionalismo dos mecânicos para a realização dos procedimentos citados acima, com muita cautela e capricho. Usar solda nas emendas dos fios para não oxidar, espaguete térmico para melhor vedação e etc.
Espero ter ajudado com esta dica. No próximo mês, apresentaremos mais falhas intrigantes pela montadora Fiat. Um grande abraço.



 

Você precisa ser registrado para comentar - Login