Oficina Brasil

Publicidade

Fri08012014

Última atualização11:11:55 PM GMT

Defeitos intrigantes: sistema IAW 4AFB – Fiat 1.0 FIRE

Avaliação do Usuário: / 10
PiorMelhor 
  • Anterior
  • 1 of 4
  • Próximo

Troca constante e desnecessária do sensor de rotação.

Detalhes:
Motor gira e não pega (defeito intermitente), quando apresenta o defeito, scanner acusa falha no sensor de rotação, apaga memória da central volta funcionar. No momento que apresenta o defeito a resistência ôhmica do sensor de rotação está próxima de 1300 ohms.


Causa:
Antes de trocar o sensor de rotação analisar a distância do sensor com a roda fônica, em alguns motores a distância está acima do padronizado (1,5 até 1,7 mm). Distância correta para um bom funcionamento (0,8 a 1,4 mm).
Solução:
Ajustar o sensor de rotação entre (1,0 a 1,2 mm). Soltar o sensor e planar com uma lima a base de apoio do sensor de rotação.

Observação:
Medindo o sinal do sensor com osciloscópio em uma rotação próximo de 3.500 rpm, nota-se uma distorção da onda gráfica no momento da falha..
Algumas vezes o reparador vai perceber que com a distância acima do limite do sensor de rotação e a temperatura  a 100ºC, altera a resistência do sensor  ao limite provocando o seguinte sintoma: Instabilidade de rotação próximo  3.500 rpm.
Esse tipo de defeito tem apresentado com maior constância nos motores 1.0 Fire com sistema IAW 4AFB.

 

 

Você precisa ser registrado para comentar - Login