INTRODUÇÃO


Os sistemas de embreagem Sachs com volante dupla massa reduzem significativamente as vibrações originadas no motor, proporcionando níveis mais elevados de conforto nas engrenagens em comparação a uma embreagem convencional.

Este vídeo vai explicar os pontos mais importantes a serem considerados na reposição de uma embreagem de volante de dupla massa Sachs.


1º Passo

DESMONTAGEM


Para ter acesso à transmissão, primeiro será necessária a desmontagem de alguns componentes externos:

- Retirar o filtro de ar e suas conexões.

- Liberar os terminais da bateria, para então removê-la com sua base de apoio.

- Retirar a tampa do motor.

- Uma vez removidas estas peças, temos acesso à área superior do motor, onde vamos iniciar o processo de desmontagem da transmissão.

- O próximo passo é desligar os cabos do câmbio, remover o motor de arranque e desligar o sistema de mangueiras de acionamento hidráulico.

Em seguida, coloque um suporte adequado para suspender o motor e liberar a caixa de câmbio, que é o último passo realizado na parte superior do veículo.


2º Passo

VEÍCULO ELEVADO



- Antes de elevar o veículo, será necessário tirar os parafusos da roda frontal esquerda, assim como a porca central da junta homocinética.

Agora com o veículo levantado, podemos iniciar a remoção.


3º Passo

PROCEDIMENTOS NA PARTE INFERIOR


Começaremos tirando o pivô da suspensão e soltando o disco da roda para liberar o eixo de transmissão. Para isso, devemos tirar os parafusos da junta homocinética no lado da transmissão em ambos os eixos.

Depois de retirar o suporte da transmissão, será necessário drenar todo o óleo que houver na transmissão e, em seguida, coloque um suporte para segurá-la, para só então remover os últimos parafusos laterais que fixam o motor.

Quando a transmissão estiver devidamente presa a um suporte, podemos então retirá-la e abri-la. Agora temos acesso ao sistema de embreagem e podemos começar a desmontá-la, removendo primeiro o platô e o disco e, em seguida, o volante.


4º Passo

INSPEÇÃO VISUAL


É muito importante realizar uma inspeção visual de todos os componentes do sistema para verificar seu estado. Desta forma, podemos detectar se a embreagem foi exposta a um desgaste prematuro por maus hábitos de condução, o que tornaria um pedido de garantia improcedente.

Depois de inspecionar o sistema de embreagem, vamos remover o rolamento, que é fixado à caixa de transmissão.

A Sachs recomenda substituir esta peça a cada troca de embreagem para evitar que a vida útil das peças substituídas seja reduzida.

Também é importante verificar possíveis ranhuras no eixo da transmissão, pois se estiver danificado, afetará o funcionamento da embreagem.


5º Passo

INSTALAÇÃO DA NOVA EMBREAGEM


Agora podemos começar a instalação dos novos componentes:

- O primeiro passo será fixar o novo mancal da caixa de transmissão.

- A placa da embreagem deve ser limpa com líquido desengordurante para se certificar de que não está danificada ou se há vazamentos de óleo.

- Em seguida, colocaremos o volante de dupla massa Sachs fixando-o ao virabrequim do motor e garantir que sua fixação esteja correta. Os parafusos devem ser ajustados com um torquímetro. Para isso, ajustar o torque a 60 Newtons-metro.

- Uma vez realizado este passo, é preciso um ajuste final destes parafusos, usando um goniômetro para dar-lhes um ângulo de 90 graus, assegurando assim o ajuste correto do volante.

- Finalmente, montar o disco junto à placa da embreagem, centralizando o disco corretamente antes de colocar o platô. Tome como referência de montagem os guias do volante aos quais os parafusos de fixação têm de ser ajustados de modo transversal, evitando deformação da placa de embreagem.


6º Passo

REMONTAGEM


Quando todos os componentes da nova embreagem foram devidamente montados, resta apenas a montagem da transmissão, dos eixos e do conjunto de suspensão.

Antes de ligar o sistema de acionamento, é recomendado esvaziar totalmente e substituir o fluido do tanque, utilizando preferencialmente fluido DOT 4, fazer uma limpeza do sistema a partir da abertura da válvula de drenagem e pressionar simultaneamente o pedal da embreagem até que o fluido apareça de maneira contínua no circuito, comprovando que não haja a presença de ar.


7º Passo

VERIFICAÇÃO



Para finalizar o processo, verifique que todas as marchas engrenam suavemente quando você pressiona o pedal de embreagem, verificando seu correto acoplamento, movimentando o veículo em primeira marcha.